Organizar o closet das nossas crianças

Quando se pensa em decorar um quarto de bebé temos de ter sempre em conta o espaço para arrumação de roupas e acessórios. Paralelamente à cómoda, que pode ou não funcionar como muda-fraldas, um elemento fundamental de qualquer quarto de bebé ou criança é o closet ou roupeiro. Para além de albergar as roupas e agasalhos das nossas crianças, pode também incluir os sapatos, fraldas, mantas, saco de viagem, fatos de banho, enfim, um sem número de coisas que pomos nos nossos filhos. Tudo vai depender do espaço que tenhamos e se o closet se destina a uma ou mais crianças.
O quarto da C. já foi o quarto do S. antes da C. nascer, mas por ter decidido utilizar uma base branca e linhas sóbrias, o roupeiro que tinha sido remodelado, mantém-se igual desde há 5 anos. Era um roupeiro como tantos outros, encastrado, com portas e acabamentos em madeira castanha, que depois de um desenho e um carpinteiro/pintor ficou como novo. Decidi criar uma zona de arrumação, com cestos, para a roupa doutras coleções, collants, meias, fraldas e roupa suja. Outra zona é a de cabides, constituída por três varões, e aproveitei para colocar prateleiras para potenciar a organização e arrumação. Todo o roupeiro tem gavetas na base e uma zona de arrumos em cima. Decidi aligeirar o resultado final, abrindo janelas em acrílico nas portas e o resultado não podia ter sido melhor. Puxadores da Zara Home e já está! Não forrei os acrílicos porque acho imensa piada a que se veja o interior dos roupeiros, a única desvantagem passa por termos de ter sempre tudo arrumado :)

 



Os cestos são uma ótima solução para guardar roupa e acessórios, não só aqueles que estão em uso, como também os que são da estação anterior ou já não servem. Gosto de separar as coisas deles desta maneira e ajuda imenso!
Uma cómoda é essencial, e esta da C. já teve a função de muda-fraldas, mas depois de tirar o tabuleiro, passou a ser uma cómoda "normal". Aqui gosto de guardar a roupa interior, t-shirts básicas e de gola, calções, chapéus, roupa de dormir, roupa de cama e toalhas de banho.


Já para o roupeiro do S. pensei em várias soluções e confesso que optei por não fazer um à medida e que ficasse encastrado, mas sim uma solução mais provisória e económica - roupeiro do IKEA. Ainda assim, aproveitei para forrar painéis com os tecidos usados no quarto do S. de forma a dar continuidade ao tema e suavizar o efeito roupeiro-mono.




 Como já perceberam sou fã e adepta de cestos para organizar a roupa e acessórios deles.


Importantíssimo para que tudo resulte em harmonia é a escolha dos cabides. Parece simples, mas não há na pior do que ter um cabide de cada nação dentro do roupeiro. Tira-me do sério! Assim como ter os cabides todos virados para o mesmo lado, é uma questão de ordem estética, mas acima de tudo, funcional.
Outro aspeto fundamental passa por organizar a roupa por cores e padrões: primeiro o branco, depois as outras cores, riscas ou Vichy, xadrez, prints florais, etc. Já para não falar na separação por tipo de roupa: camisas de manga curta/comprida, túnicas, jardineiras-calção, jardineiras-calça, vestidos e  por aí fora. Gosto de ter as t-shirts, pólos, camisolas, casacos de malha e calções em gavetas ou cestos. As meias e os collants (no Inverno) dobro, e guardo por cores num cesto ou numa gaveta da cómoda. Os sapatos têm de estar dentro ou muito perto do closet, porque é sempre melhor ter tudo à mão. 

Algumas lojas online onde podem comprar cabides e cestos para arrumação:

IKEA e aqui cabides para criança

Mais logo um novo post com inspirações acerca deste tema. Deixo-vos aqui uma pequeníssima amostra...




Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!