Chocolate

Sempre ouvi dizer que "há males que vêm por bem" e neste caso aplica-se na perfeição. Para quem me segue há mais tempo já sabe que a C. é fã de comida, nomeadamente quando se trata de doces, tipo chocolates, gomas e afins, mas não pensem que é porque eu quero, goste ou fomente. Nada disso! Antes pelo contrário!! Em casa de Dietista há regras que não se quebram :) mas que há coisas que não se explicam, também sou da opinião que sim.
Eu desde sempre que adoooooro chocolate, sou fã incondicional. Bolos, só se forem de chocolate, sobremesas idem, de maneira que o facto do S. e da C. adorarem chocolate não é algo que me deixe muito surpreendida. Ainda assim, parece-me que devem de existir limites e é por isso que o tema do post de hoje é este.
Se eu vos disser que todos os dias, à noite, antes do nosso jantar (meu e do P.) a C. vem sempre ter comigo pedir um chocolate vocês não vão acreditar. Se inicialmente a estratégia poderia passar por colocar o chocolate e os doces num local menos visível, pouco tempo depois decidi que não os iria "esconder", mas em vez disso deixa-los bem à vista, na despensa. Isto porque a C. não se contenta facilmente com um "não" e por isso insiste em modo repeat, chora até se for caso disso. Pede para ir ao colo para ver bem de perto se não há mesmo. Péssima ideia a de ceder, a de dizer "é só hoje" porque só vem reforçar a ideia de que se insistir e fizer birra consegue o que quer. Para ajudar, quando se trata de "asneira" a C. e o S. são super cúmplices e por isso, o S. vem logo em defesa da C., neste caso a pedir também a sua dose de cacau adoçado em versão tablete, smarties ou outra que tal.
Há cerca de 3 semanas, no fim de semana do Lisbon Kids Market, a C. apareceu com umas borbulhas tipo "baba" na barriga, depois no interior das pernas, mais tarde em toda a perna e até no pescoço. Umas desapareciam e outras "nasciam", deixando-me na dúvida do que seria. A seguir veio uma tosse, tipo alérgica, com imensa expectoração e as borbulhas foram desaparecendo.
Na semana passada, depois de uma ida ao supermercado com os dois - um dos programas favoritos dos dois - comprámos uns chocolates de Natal que eles pediram e desde aí, à noite, o ritual do chocolate voltou a estar presente. Foi na 6.ª feira passada que o click se fez. As borbulhas voltaram a aparecer exactamente da mesma forma e nos mesmos locais e o "culpado" só pode ser o chocolate. Este fim de semana até não foi difícil de gerir. Disse à C. que não podia comer chocolate porque estava com borbulhas e era do chocolate. Nem sei como, ficou convencida e não reclamou, mas com tanta comichão imagino que até lhe tenha feito sentido. Ontem lá voltou a pedir e mantive-me fiel ao "a C. não pode comer porque senão fica cheia de borbulhas. Quer ficar com mais borbulhas e comichão?". Claro que a resposta foi não e para já vou-me manter fiel até onde conseguir.
E vocês, têm alguma história semelhante?



O blog My happy kids no Facebook | Instagram | Pinterest.




Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!