Amanhã será um dia melhor

Depois do Natal seria normal e expectável escrever um post com os kits deste ano mas o tema de hoje não é esse. Podia também postar as fotos de uma sessão que fiz com o Vicente tinha ele dois meses mas para isso precisaria de ter acesso ao meu computador e disponibilidade mental, coisa que não está a acontecer.
O Vicente ficou doente na véspera da Consoada e por isso estas festas foram atípicas e mais cansativas. Muito mimo, atenção redobrada aos engasgamentos, muita limpeza ao nariz com muito soro, aerossóis e esperar que passasse... Mas não passou. A infecção respiratória foi diagnosticada na sexta e no sábado tivemos de ir ao hospital, desta vez com a quase certeza de que ele ficaria internado... E ficou. Uma bronquiolite num bebé de 2 meses e meio e a dificuldade respiratória ditaram este desfecho. Mãe de três crianças, esta é a primeira vez em que fico a dormir num hospital por motivos de doença. Até à data, aquilo que nos levou a ficar num hospital alguns dias (e noites) foi o nascimento deles, ou seja, um ótimo motivo.
Apesar de não ser nada gravíssimo (graças a Deus!) o nosso coração vira ervilha nestes momentos, mesmo sabendo que ele está melhor aqui do que em casa. O medo, a insegurança, a ansiedade de não saber o que vem a seguir, de não controlar o que se passa e de recear um agravamento da sua situação são coisas que sinto e me passam pela cabeça. Estar numa unidade de cuidados intermédios permite-me perceber que as outras mães (e pais) também sentem o mesmo e o espírito de entre-ajuda prevalece, afinal estamos todos no mesmo "barco" e curiosamente todos com o mesmo diagnóstico, apesar das variantes.
Enquanto escrevo o Vi dorme e descansa, recupera forças e energia para esta noite. Eu não consigo deixar de olhar para as máquinas e aguardo que o cansaço me vença esta ansiedade para que possa dormitar mais uma noite, a segunda. Amanhã será um dia melhor e eu só quero poder levar o meu bebé para casa para estarmos outra vez todos juntos, os cinco.


*

Podem seguir-nos no Instagram em @myhappykids.

9 comentários :

  1. As melhoras.
    Na altura da gripe A a minha Mar esteve internada quase uma semana com VSR....lembro-me bem de como me sentia pequenina...
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  2. Um beijo muito muito grande, vou rezar para que tudo fique bem! Um beijinho minha linda

    ResponderEliminar
  3. Muita força Fiipa, beijinho ao principe e um forte abraço. Vai correr tudo bem.

    ResponderEliminar
  4. As melhoras do Vicente. Vai correr tudo bem e a passagem de ano será melhor que o Natal. Muita força...

    blogdamariafrancisca.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Muita energia positiva, Filipa! Em breve o pequeno Vicente estará em casa, forte e saudável. E toda a família reunida, tranquila e feliz! Um beijinho,
    Marta

    http://fofissimosbabyshoes.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Filipa, apesar de não ter essa experiência sei o quanto nos sentimos pequeninos quando alguém que amamos está doente. Apesar de saber que está bem entregue, é natural que só queira protegê-lo e levá-lo para junto de si, do pai, da Carminho e do Salvador. Rezo pelo Vicente que tenho a certeza que ficará bom depressa. Um grande beijinho cheio de força e encorajamento para um 2015 mais sorridente =)

    http://youaremylittlepoppy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Eu sei bem o que é ficar "internada". O S. foi internado com 15 meses e diagnosticado com DT1. O nosso coração fica do tamanho de uma ervilha "mirrada", mas a força deles dá-nos alento. As melhoras para o V. Tudo vai correr bem.

    ResponderEliminar
  8. Obrigada a todas!! As vossas palavras são ótimas e ajudam a levantar o astral :) beijinho grande

    ResponderEliminar
  9. Ó Filipa as melhoras, irá ficar tudo bem! N tarda nd e tem os seus 3 "bebés" todos juntos em casa a brincarem

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!