Just do it

Há precisamente 17 dias comecei a correr, leia-se #running. Já tinha feito duas tentativas anteriores, em que uma resultou numa lesão e outra teve de ser abortada pura e simplesmente porque soube que estava grávida. Correr nunca foi propriamente o "meu" desporto, mas o ténis sim. Joguei durante alguns anos, fiz competição, tinha ranking ATP e tudo. Sempre fui super ativa até entrar na faculdade. Provavelmente algumas de vocês reconhecem esta evolução, não?
Todas sabemos que fazer exercício físico faz bem à saude, ajuda a controlar o peso, a tonificar, é uma estratégia eficaz contra o stress, etc., certo? Mas se é assim tão fantástico e maravilhoso, porque é que uma percentagem muito significativa das mulheres não o faz????! Eu consigo imaginar porquê...  já há mais de 3 anos, pelo menos, que digo para mim mesma que é fundamental mexer-me mas isso valeu-me sempre de quase nada. Fazer exercício é uma chatice e um malabarismo autêntico para mães ativas e que trabalhem fora de casa porque depois de oito horas a trabalhar e duas horas de deslocações a vontade de nos equiparmos é nula!! Eu percebo perfeitamente todas as argumentações (ou desculpas?) que nós arranjamos para não nos mexermos e ficarmos na ronha do sofá ou pura e simplesmente porque precisamos de resolver as mil e uma tarefas domésticas.
Assim como na perda de peso, fazer exercício, ou mudar comportamentos implica uma preparação mental, uma fase de pré-contemplação, contemplação e preparação para a ação. Precisamos de um motivo suficientemente válido para fazer algo que naturalmente não nos apetece. No meu caso, motiva-me a questão da saúde (correr faz bem a quase tudo), mas especialmente a questão da imagem, de querer sentir-me bem com o meu corpo a 100%.
17 dias depois posso dizer que o hábito já está ganho, sinto-me cada vez melhor a correr, super motivada e obrigo-me a trocar de roupa e calçar os ténis 3 a 4 vezes por semana, dê por onde der. Porque quando queremos verdadeiramente uma coisa temos que nos disciplinar e seguir o nosso objetivo.

No Instagram vou partilhando imagens do nosso dia-a-dia, inclusive algumas relacionadas com o #running.

*



3 comentários :

  1. Concordo consigo, temos mesmo de meter na cabeça. Mas para mim o mais difícil não é começar, é continuar!!!!

    ResponderEliminar
  2. Levanto me as 7h e chego a casa perto das 19h com os meus filhos, por isso fazer exercício é uma miragem...

    ResponderEliminar
  3. Para fazer algum exercício levanto-me meia hora mais cedo que o habitual. Isso implica sair da cama às 6.30, mas se não for assim raramente fazia alguma coisa ;) Enquanto os miúdos e o meu marido dormem eu faço a minha corrida e chego a casa a horas da rotina normal. Custa muito, mas no fim compensa :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!