Otites, viroses e afins

Bronquiolites, viroses, gastroenterites, otites e afins têm sido o denominador comum do último ano lá por casa no que diz respeito à saúde (ou falta dela). Foi no ano passado, por esta altura, que o Vicente foi internado com a primeira bronquiolite e depois dessa, a mais grave, seguiram-se muitas outras, até  que em abril o panorama melhorou significativamente. Tinha a experiência do Salvador e da Carminho, que foram sempre crianças super saudáveis e raramente ficavam doentes, mas com o Vicente tem sido completamente diferente. Tivemos uns cinco meses de pausa mas com a chegada do outono vieram novamente as secreções, o que se traduziu numa bronquiolite, uma virose e três otites. O Vicente já está bem, aliás está ótimo, novamente sorridente e bem disposto mas continua com antibiótico, o que me incomoda de alguma forma porque nem há quinze dias tinha feito um frasco inteiro. E por aí, como tem sido?

Foto do meu Instagram.

*


5 comentários :

  1. Esse género de toucas que tapam as orelhas podem favorecer otites, devido a diferenças de temperaturas quando as tiramos. As melhoras do bebé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No caso do Vicente não há de ter sido por isso porque ele está em casa e não sai assim tanto. Ainda assim, apanhar vento também promove o aparecimento de otites, por isso prefiro protege lo dessa forma.

      Eliminar
  2. Por aqui o Afonso, aos 20 dias de vida, foi internado com bronquiolite, veio para casa, voltou a constipar-se, mas sem ser tão grave e assim continuamos cá por casa. O mais velho, sempre foi saudável, desde que entrou para a creche, está sempre "ranhoso". Acho que só na Primavera é que as coisas vão melhorar!

    ResponderEliminar
  3. Feliz Natal para todos aí em casa e espero que o Vicente fique bom rápido!! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. O cabelo fica tão giro assim

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!