A hora de dormir

A hora de dormir cá em casa foi sempre um desafio, não só com o Salvador, mas também com a Carminho, e agora com o Vicente. O Salvador sempre detestou estar sozinho no quarto, principalmente quando estava escuro, e com ou sem luz de presença sempre quis a minha presença ou a do P. para adormecer. Ainda hoje é assim, não quer estar sozinho e se porventura ficar precisa de luz para adormecer descansado. A Carminho foi mais fácil a este nível, adormecia relativamente bem com duas ou três histórias (uma nunca foi suficiente) e desde que no ano passado, com 4 anos, deixou de dormir a sesta, muitas vezes adormece logo após o jantar, ou até antes. Chega a adormecer no carro quando vem do colégio e já só acorda no dia seguinte, sem jantar ou pedir comida a meio da noite. Já o Vicente adormeceu sempre lindamente sozinho desde cedo até há cerca de dois meses, altura em que começou a precisar que eu ficasse com ele no quarto até ficar a dormir. Até essa altura adormecia lindamente com o P., aliás era "tiro e queda", parecia que o pai tinha um dom. Agora chora compulsivamente se não for eu a adormece-lo e só consegue fazê-lo passados cerca de trinta, quarenta minutos e às vezes uma hora!! Chega a ser desesperante porque atira a chucha para o chão algumas dez ou vinte vezes, ri-se pelo meio, se por acaso não apanho a chucha chora, chora até ter a chucha, depois deita-se novamente e quando está quaaaaase a adormecer volta a levantar-se a pedir miminhos. Se eu saio do quarto chora alto, bem alto, até que relaxa quando regresso, muitas vezes repito este processo umas duas ou três vezes e costuma resultar, mas só se já tiverem passado pelo menos quinze minutos depois de se deitar.
Aquele conceito do deixa-los a dormir e sair do quarto com eles aos gritos para mim não dá, faz-me imensa confusão. Cheguei a experimentar com o Salvador quando era bebé e achei traumatizante, não só para ele mas para mim também! Acho que o Salvador adormeceu extenuado, vencido pelo cansaço de chorar compulsivamente durante mais de uma hora. A partir daí nunca mais!
A juntar a este cenário difícil na hora das crianças irem dormir, quando estão os três acordados, "frescos e fofos", deita-los aos três é um autêntico desafio. Geralmente deito os mais velhos e vou adormecer o Vicente, mas antes há uma conversa em que explico que está na hora de ir para a cama, que amanhã é dia de escola, que têm de acordar cedo, que tem de ser, etc., etc., que não podem fazer barulho, que com barulho o Vicente demora mais tempo a adormecer e que isso significa menos tempo para eles. Dizem que sim mas passado um minuto, ou a Carminho ou o Salvador começam a chamar-me, a fazer barulho, a imitar animais, enfim... um cenário. Muitas vezes tenho de deixar o Vicente e zangar-me com a Carminho e o Salvador e às vezes não resolvo o assunto à primeira, mas aos poucos consigo, se bem que é cansativo.
Depois de doze horas, em média, fora de casa tudo o que queremos é estar com eles, mas chega a um momento em que também precisamos de espaço e tempo para nós, pelo menos falo por mim. Também é verdade que por vezes adormeço com eles e acordo umas horas depois K.O., sendo que vou para a minha cama e já não consigo fazer mais nada.
Sinto que cada vez que leio mais acerca deste tema fico sem saber muito bem o que fazer... em todas as minhas leituras dizem que criar um ambiente propício ao sono, fazer a chamada "higiene do sono" é fundamental se bem que com três miúdos em casa, dois deles com idades super próximas e personalidades desafiantes não é fácil. Eles precisam de atenção mas também de libertar energias e por isso não sossegam um segundo.
E aí por casa, têm estratégias que resultem? Têm dicas para me dar?


 *



11 comentários :

  1. Os meus sempre adormeceram relativamente bem, se bem que o mais novo deu mais luta! Há miúdos que gostam e precisam mais de dormir do que outros, é inevitável mas penso que ajuda a implementação de rotinas. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo! De todos, o Salvador é o que menos precisa de dormir.

      Eliminar
  2. Cá em casa sempre foi um drama! O Rodrigo tem 9 anos e já vai para a cama sozinho e fica a ler, mas espera que eu vá dar-lhe um miminho, ás vezes adormece tarde porque não apaga a luz enquanto eu não vou.. O Tomás de 6 anos, tem medo do escuro e não quer estar sozinho. E tenho uma bebé de 3 meses, que mama entre as 21 e as 22 horas.
    Geralmente dou mama á Caetana que fica com o pai para arrotar e mudar a fralda, e vou deitar os manos. O problema é que o Tomás mal me sente a sair do quarto levanta-se e chama por mim. Já cheguei a adormecer sentada no chão ao lado da cama dele.
    Pior, é quando acorda de noite e quer vir para a minha cama, e chora e chama-me, e diz que tem pesadelos. Um filme, que resulta do nascimento da irmã, que está no meu quarto e ele também quer estar.
    Enfim, não está fácil.

    ResponderEliminar
  3. Recomendo Constança Cordeiro Ferreira terapeuta de bebés, dá consultas a país e bebés No Centro do Bebé na Guerra Junqueiro :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi falar e há uns dias estive com o livro dela na mão. Vale a pena marcar consulta?

      Eliminar
  4. Não é nada fácil com um, imagino com três... Para mim essa de deixar chorar também não dá resultado. É mau para ele é mau para nós... Eu penso o seguinte: é duro, mas não dura para sempre. Dia a dia vamos vencendo etapas. Força!

    ResponderEliminar
  5. Olá! Não conhecia o seu blog e vim cá dar por acaso... Mas, se calhar, não há coincidências... Não posso mesmo ajudar com este tópico porque André o com o mesmo problema!! ;) com a mais velha, que fez agora 3 anos, acho que fiz tudo bem ;) sempre dormiu bem, tirando aquelas fases ou alguma fome, e até para a sesta é boa. Mas com o mais novo, agora com 7 meses, temos passado um inferno... Coitado, ele não tem culpa, mas às vezes já não sei o que fazer. E é só no período da noite... Valeu-me este contacto deixado aqui por outra leitora, já que a Dra. Filipa Do Sleepy Time está de repouso devido a nova gravidez... Quem sabe se não experimento ;) boa sorte por aí. Vou ler mais deste blog! Pode ser que ajude para outras matérias

    ResponderEliminar
  6. Olá Filipa! Tenho um João Pedro exatamente da idade do Vicente e uma Margarida com 6 anos. Estava a ler as sua peripécias para os adormecer e parecia que estava a ver-me! O João Pedro faz exatamente o mesmo que o Vicente ( até me deu vontade de rir, quando li a parte da chucha que é atirada para o chão inúmeras vezes!)e a Margarida também quer luz e histórias. Enfim, passo pelo mesmo "drama" todas as noites!

    ResponderEliminar
  7. Tenho uma bebe com 14 meses que adormece desde sempre ao meu colo, tem de ser ao meu, ao do pai chora muito e chama: " mama, mama, mae", sempre foi relativamente rapido 15 a 20 min e estava ferrada, depois ouve uma fase de sensivelmente 1 mês que queria adormecer na cama e demorava 40 min a 1h ate que comecou a demorar cada vez mais e mais porque se levantava e ria, deitava-se depois voltava a levantar-se... ate que comecei a adormece-la novamente ao colo, quando
    a deito ja esta ferrada e é tranquilo. acorda 2/3 vezes de noite e dorme normalmente ate as 8h ! Eu gostava de ter 3 filhos mas sinto-me um pouco assustada com este cenario, se todos os bebes que tiver forem assim, só adromecerem no silencio e demorar tempo como vou conseguir adormecer os bebes com os mais velhos acordados ou como vou dar atencao a todos ? tenho pensado bastante no assunto ... ��

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!