Agradecer

Não tenho palavras para descrever o que senti ao ler cada mensagem que me enviaram a propósito do último post. Foi um post sentido, onde vos contei um pouco daquilo que sentia em relação ao que se passa à minha volta e estava longe de imaginar que a vossa resposta fosse esta. Têm sido anos felizes mas ao mesmo tempo duros, com muitas provas difíceis de superar, e tem sido precisamente por não querer fazer disso a minha bandeira, que ultrapassar esses momentos foi mais solitário e exigente.
Adiante, porque a vida são dois dias e há que aproveitar cada momento ao máximo, o feriado desta quinta-feira, a juntar ao fim de semana, não podia ter sabido melhor. Bom, na realidade, melhor só se tivesse feito ponte na sexta, mas não deu, só em julho é que vai dar para abrandar o ritmo.
No feriado aproveitámos para estar por casa, desfrutar do tempo em família, fomos almoçar à Brasserie do Parque das Nações e depois andámos a passear por lá. Os mais velhos andaram novamente de teleférico com o pai, e eu e o Vicente ficámos a brincar junto ao jardim. Esta zona é ótima para sair com as crianças, seja para passear, visitar o Oceanário, andar de bicicleta ou triciclo, etc., mas como agora está em obras não é tão fácil de visitar, na realidade, para quem não vive nesta zona de Lisboa ou não conhece bem a Expo, mais vale esperar que tudo esteja operacional, caso contrário pode ser bastante confuso.
No sábado tivemos a festa do colégio do Salvador e da Carminho e por isso o dia foi passado fora de casa desde de manhã cedo até ao final do dia. Depois foi tempo de banhos, jantar e cama e eles estavam todos KO, aliás até nós, mas eu aproveitei para ver séries na televisão, algo raro nos dias que correm! :) Hoje foi o dia de anos do meu pai e por isso preparei um almoço cá em casa, foi super cansativo mas valeu a pena, é sempre ótimo estarmos com quem mais gostamos e somos cúmplices. O dia passou a voar, na realidade só agora tive um tempo para mim, depois de deitar os miúdos e arrumar o que era necessário.

 *


2 comentários :

  1. :)Filipa, é isso mesmo, há momentos bons e outros nem tanto. Como a minha avó dizia:" Não há bem que dure nem mal que perdure", então tempos que aproveitar os bons momentos e registar, para esquecermos aqueles menos bons. Filipa, continue a ser a pessoa linda por fora e por dentro (é o que transmite), serena uma mãe querida, é isso que os filhos "querem" e que mais tarde recordam. Tudo de bom família linda.

    ResponderEliminar
  2. Tu mereces esse carinho e muito mais, é difícil encontrar pessoas tão bem formadas como tu. Beijinhoooo

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!