KIDS MARKET em homenagem às mulheres


O Dia Internacional da Mulher celebra-se hoje, a 8 de Março, para relembrar a força e poder de quem lutou por direitos iguais e celebrar a importância e contributo da Mulher na sociedade.

Porque o Kids Market é para a família e porque ser mãe é um dos muitos super-poderes da Mulher, a 13ª edição, que acontece já nos dias 14 e 15 de Abril, nas Cavalariças do Pestana Palace, homenageia a Super-Mulher. Porque quando uma mulher nasce, ela traz dentro de si uma série de Super-Poderes que vai descobrindo e usando ao longo da vida, nas suas diferentes dimensões: O Super-Poder de menina, o de estudante, o de amiga, o de profissional, o de mãe, o de esposa, o de avó, o de Mulher!...

Desta forma, quem nesses dias for às Cavalariças do Pestana Palace, vai poder assinar o Manifesto pela Super-Mulher comprometendo-se a respeitar todas as mulheres da sua vida, sejam mães, amigas, familiares, colegas de trabalho, ou outras... Afinal, os Super-Poderes das mulheres  são infinitos.

O super-poder de mãe :)
Créditos Shot Fotografia

Manifesto pela Super-Mulher

Ao longo da História, as mulheres têm procurado afirmar-se como iguais em direitos, lutando por ter as mesmas oportunidades, que lhes permitam ter voz, decidir sobre o seu futuro, e o futuro das nações, ter acesso a educação, saúde, liberdade, e construindo, ao lado dos homens, sociedades mais justas, igualitárias, saudáveis e sustentáveis.
Mas a verdade é que no século XXI, em todo o mundo, encontramos situações gritantes de desigualdade. Situações inaceitáveis e evitáveis de violências de diferentes formas com base no género, casamentos infantis, precoces e forçados, mutilação genital feminina, mortes maternas, discriminações económicas, políticas e sociais que atingem todos os dias meninas, raparigas e mulheres a quem é vetada uma vida digna.  
Em Portugal, tal como em muitos outros países, são as mulheres que continuam a assumir em grande parte o trabalho doméstico ou de prestação de cuidados a idosos e crianças, ou seja, acumulam o trabalho formal com o não formal, e nos empregos o gap salarial ronda os 16%.
Têm sido muitos os desafios, mas também muitas as conquistas no sentido de um mundo mais igualitário. Apesar de muito lentamente, algumas sociedades vão reconhecendo a necessidade de fazer valer os direitos das mulheres (que não são mais que Direitos Humanos!) e a importância do seu papel no desenvolvimento. É sabido que quando as mulheres têm oportunidades, têm acesso à saúde e à educação, e fazem livre e conscientemente as suas escolhas, existem benefícios a nível da redução da pobreza, do crescimento económico e da sustentabilidade de recursos naturais.
Homenagear as mulheres e celebrar as suas conquistas é, por isso, essencial. Perceber o quanto há ainda por fazer, os terríveis obstáculos que enfrentam nas suas vidas diárias, de preconceito e de discriminação, o quanto têm de lutar por lugares que também são seus por direito, em estruturas sociais desequilibradas. Compreender que mesmo nas sociedades europeias modernas, ser mulher é ainda um desafio em muitos aspectos!
Porque para ser MULHER é preciso ser SUPER, hoje aplaudimos todas as super-mulheres das nossas vidas, comprometendo-nos a contribuir para um mundo mais justo, sem preconceitos, rótulos ou julgamentos, mais igualitário, em que a liberdade de escolha e respeito pela mesma é uma realidade, em que ninguém é esquecido ou deixado para trás.

Corações Com Coroa
ONGD


Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!