Nas ruínas maias

Aproveitámos um dos dias para ir visitar as ruínas maias de Tulum, que ficam situadas numa falésia com uma vista fantástica para o mar do Caribe. Estas ruínas são o que resta de uma cidade maia, mas apesar da sua grandiosidade, não consegui tirar muitas fotos porque havia pessoas por todo o lado, algo que me incomoda hoje em dia no turismo. Estamos nós e mais uns quantos milhares de pessoas, fez-me lembrar Roma, onde é quase impossível tirar uma foto sem ter "companhia" e encontrões. Fica de qualquer forma a lição de história para a Carminho e para o Salvador, que quando abordarem este tema na escola vão seguramente lembrar-se destas ruínas. Vale a pena uma visita, apesar da confusão e do calor tórrido!


Top Wonder it // Carteira Mahikiby // Óculos TIWI


Wonder it, Mahikiby, TIWI e Caravan

14 e 15 de abril
Pestana Palace
COM TUDO PARA O VERÃO!

11 comentários :

  1. Não suporto turistas que se incomodam com a existência de outros turistas. É chato querermos tirar uma foto e a mesma estar repleta de gente? Sim, é muito chato, também não gosto muito. Mas como é que nos podemos queixar, quando nós próprios estamos lá a fazer número também? O turismo não pode ser exclusivo só para alguns. Pode não ter sido essa a intenção, mas a forma como escreveu dá a entender que o turismo não devia ser para todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, não quis em momento algum insinuar que o turismo é só para alguns, no entanto, existem formas de regular o acesso aos monumentos e locais históricos. Falo por mim, mas preferia esperar mais um pouco e ver melhor as ruínas, do que estar com vontade de me vir embora tal era a quantidade de pessoas. Nem se conseguia apreciar a beleza e história do local.

      Eliminar
  2. A mim também incomoda estar num local com uma multidão à volta. Nada contra os outros, é mesmo meu. Por isso opto por ir para sitio onde posso evitar o meu desconforto. Não tão turísticos, mas lindos igualmente.
    Em relação ao turismo ser para todos, todos têm o direito, mas na realidade muitos dos locais têm visitantes a mais.
    O turismo deveria ser um direito de todos, mas o número de visitantes de muitíssimos locais deveria ser bem mais restrito, para bem da preservação dos mesmos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não gosto de multidões, mas neste caso não foi bem isso. Sem dúvida que a preservação do local está condicionada, apesar das delimitações junto às ruínas. Ainda assim, não tenho dúvidas de que a dinâmica do local deveria ser otimizada.

      Eliminar
  3. Para a próxima reserva uma horinha só para si e para os seus poderem tirar fotos.

    ResponderEliminar
  4. Que observação mais idiota!! turistas a mais incomoda qualquer um, não é á toa que há cidades/lugares que estão hoje em dia totalmente descaracterizados devido ao turismo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida! Roma é uma delas. Não se vêem romanos, só se vêem turistas... apesar de tudo, é uma cidade que vale a pena conhecer pela sua história.

      Eliminar
  5. Não me interprete mal, mas fui acompanhando as vossas férias pelo Insta, e fiquei um pouco admirada, a Filipa parece ter bastante cuidado com a alimentação, até porque também é nutricionista, e faz bastante ginásio, mas nem parece, quando vi a Filipa com menos roupa achei que estava inchada e a menina com mais peso do que habitual na idade dela, já sei que o meu comentário vai ser mal interpretado mas realmente fiquei admirada de ver a vossa forma física tendo tantos cuidados, realmente a alimentação não é a resposta para tudo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu comentário é tão infeliz que nem sei bem o que lhe responda... a alimentação saudável é a resposta para tudo menos para a imbecilidade.

      Eliminar
  6. Realmente, é preciso ter pachorra para esta gente. Não é comigo e tenho vontade de lhes bater!!

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!