Parabéns Carminho

Faz hoje 8 anos que a vi nascer, a minha filha mais querida, a Carminho. Lembro-me como se fosse hoje daqueles primeiros segundos, de esperar ouvi-la chorar e sentir o corropio na sala de partos. Vê-la à distância, primeiro o teste de Apgar, depois a avaliação global, o processo de ser vestida e por fim poder dar-lhe um beijinho. Era tão pequenina comparativamente ao Salvador, tinha apenas 2680Kg, mas era linda, tão perfeita que parecia uma boneca.

Todas as mães acham os seus filhos lindos e eu não sou exceção :) A Carminho, para além de uma força da natureza, é a filha mais querida que já alguma vez poderia ter desejado ter. Super brincalhona, uma bem-disposta, sensível como se querem as meninas, com raça como eu gosto, focada, altamente focada, determinada, insistente, persistente, ótima aluna e uma querida, que não tenho dúvidas que vai tratar de mim até ao último minuto, custe o que custar, porque para ela a família está sempre em primeiro lugar.

Hoje a mãe pode apenas dizer que gostava de poder brincar mais às bonecas, fazer mais penteados, trancinhas, ver a Carminho a dançar, cozinharmos juntas, contar mais histórias na hora de deitar, deita-la mais vezes, conversar mais e ter mais tempo para si. Isto de viver numa família de três irmãos nem sempre é fácil, especialmente quando não se é o mais novo e se é a única menina. Ao longo destes 8 anos tenho dado o meu melhor, sabendo que nem sempre tenho feito tudo aquilo que desejaria, mas a vida é mesmo assim... feita de momentos e períodos reais, não ideais. Porque na realidade devemos ser genuínas e não perfeitas. 

Sinto um orgulho enorme em si e vai ser para sempre "a menina" da Mãe. Obrigada por tornar a minha vida mais cor de rosa, física e espiritualmente.


Sem comentários :

Enviar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!